Biografia - Machado de Assis

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Biografia - Machado de Assis

Mensagem  Cyber em Qua Jan 23, 2008 9:33 pm

Joaquim Maria Machado de Assis nasceu em 21 de junho de 1839, no morro do Livramento, no Rio de Janeiro. Considerado um dos mais importantes escritores da literatura brasileira; filho de família pobre, Machado conheceu desde cedo as dificuldades do mundo. Perdeu muito cedo a mãe e foi criado pela madrasta. Além de todas as dificuldades ainda teve que lutar desde cedo contra sua frágil saúde. Epilético e gago, não frequentou a escola regularmente.
Autodidata, empenhou-se em aprender. Aprendeu francês, e traduziu anos depois o romance Os Trabalhadores do Mar, de Victor Hugo. Mais tarde aprende inglês e traduz obras como O Corvo, de Edgar Allan Poe. Ainda como autoditada aprende alemão. Conhece o padre Silveira Sarmento, que o contrata como sacristão e lhe dá aulas de conhecimentos gerais. Com o padre, aprende latim.
Em 1855, com 16 anos, publica seu primeiro trabalho literário, o poema “Ela”, na Marmota Fluminense (jornal de Francisco de Paula Brito). No ano seguinte, entrou para a Imprensa Nacional, como aprendiz de tipógrafo, e lá conheceu o diretor e romancista Manuel Antônio de Almeida - autor de Memórias de um Sargento de Milícias - que logo se tornou seu protetor. Em 1859, era revisor e colaborador no Correio Mercantil e, em 60, a convite de Quintino Bocaiúva, passou a pertencer à redação do Diário do Rio de Janeiro. Também escrevia regularmente para a revista O Espelho, onde estreou como crítico teatral, A Semana Ilustrada e o Jornal das Famílias, no qual publicou de preferência contos.
Em novembro de 1969, casa-se com Carolina Xavier de Novais. Apesar das restrições feitas ao matrimônio por parte da família - acredita-se que seja pelo fato do poeta ser mulato - viveram juntos por 35 anos. Carolina foi marcante na vida de Machado, servindo-lhe como enfermeira, secretária e redatora.
Cronista, contista, dramaturgo, jornalista, poeta, novelista, romancista, crítico e ensaísta; a obra de Machado abrange, praticamente, todos os gêneros literários. Em 1864 publica seu primeiro livro de poesias, Crisálidas, e em 1872 seu primeiro romance, Ressureição.
O poeta tornou-se burocrata e assumiu o cargo de oficial da Secretaria de Estado da Agricultura, Comércio e Obras Públicas; cargo que garantiu sua subsistência até o fim dos seus dias. Podendo dedicar-se com mais comodidade à carreira literária, escreveu uma série de livros de caráter romântico.
Os críticos dividem as obras de Machado de Assis em duas fases: Na primeira fase (fase romântica) os personagens de suas obras possuem características românticas, sendo o amor e os relacionamentos amorosos os principais temas de seus livros. Desta fase podemos destacar as seguintes obras: Ressurreição, A Mão e a Luva, Helena e Iaiá Garcia. Na Segunda Fase - chamada fase realista - o autor abre espaço para as questões psicológicas dos personagens, retratando muito bem as características do realismo literário e fazendo uma análise profunda e realista do ser humano, destacando suas vontades, necessidades, defeitos e qualidades. Nesta fase destaca-se as seguintes obras: Memórias Póstumas de Brás Cubas, Quincas Borba, Dom Casmurro e Memorial de Aires.
Apesar do cargo que exercia continuou colaborando na Revista Brasileira que era dirigida pelo seu grande amigo José Veríssimo. Do grupo de intelectuais que se reunia na Redação da Revista, partiu a idéia da criação da Academia Brasileira de Letras, projeto que Machado apoiou desde o início. Comparecia às reuniões preparatórias e, no dia 28 de janeiro de 1879, quando se instalou a Academia, foi eleito presidente da instituição, à qual ele se devotou até o fim da vida.
Em 1904, morre Carolina, perda que Machado jamais superou, tendo dedicado a ela um de seus melhores poemas (Carolina). Machado morreu 4 anos depois, aos 69 anos. Nem em seus últimos dias de vida - já com a vista fraca, uma infecção intestinal e uma úlcera na língua -, ele aceitou a presença de um padre para tomar sua confissão, alegando não querer ser hipócrita. Apesar de todo seu pessimismo, pouco antes de morrer suas últimas palavras foram: “a vida é boa”.



Referências:
Revista Discutindo Literatura - Edição Especial (Ano 1 - nº 1)
Wikipedia - http://pt.wikipedia.org/wiki/Machado_de_Assis
Espaço Machado de Assis - http://www.machadodeassis.org.br/

_________________
:::... Cyber ...:::
"Felix qui potuit rerum cognoscere causas."
avatar
Cyber
Admin

Masculino Número de Mensagens : 65
Idade : 37
Localização : MG
Data de inscrição : 03/12/2007

Ver perfil do usuário http://livrosrevisados.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Principais obras

Mensagem  Cyber em Qua Jan 23, 2008 9:55 pm

POESIA

Crisálidas (1864)
Falenas (1870)
Americanas (1875)

ROMANCE

Ressureição (1872)
A Mão e a Luva (1874)
Helena (1876)
Iaiá Garcia (1878)
Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881)
Quincas Borba (1891)
Dom Casmurro (1899)
Esaú e Jacó (1904)
Memorial de Aires (1908)

CONTO


Contos Fluminenses (1870)
Histórias da Meia-Noite (1873)
Papéis Avulsos (1882)
Histórias sem Data (1884)
Várias Histórias (1896)
Páginas Recolhidas (1899)
Relíquias de Casa Velha (1906)

TEATRO

Desencantos (1861)
Hoje Avental, Amanhã Luva (1861)
O Caminho da Porta (1862)
O Protocolo (1862)
Tu, Só Tu, Puro Amor (1881)

________________________________________________________


Poema dedicado a Carolina.

A Carolina

Querida, ao pé do leito derradeiro
Em que descansas dessa longa vida,
Aqui venho e virei, pobre querida,
Trazer-te o coração do companheiro.

Pulsa-lhe aquele afeto verdadeiro
Que, a despeito de toda a humana lida,
Fez a nossa existência apetecida
E num recanto pôs um mundo inteiro.

Trago-te flores, - restos arrancados
Da terra que nos viu passar unidos
E ora mortos nos deixa e separados.

Que eu, se tenho nos olhos malferidos
Pensamentos de vida formulados,
São pensamentos idos e vividos.

_________________
:::... Cyber ...:::
"Felix qui potuit rerum cognoscere causas."
avatar
Cyber
Admin

Masculino Número de Mensagens : 65
Idade : 37
Localização : MG
Data de inscrição : 03/12/2007

Ver perfil do usuário http://livrosrevisados.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Algo mais sobre Machado

Mensagem  Pessoa em Sex Jan 25, 2008 3:03 pm

Segue abaixo um site dedicado ao nosso querido Machado...

http://www.machadodeassis.org.br/

"A Cartomante" considero uma obra prima que o site nãodisponibilizou..seria imperdoável não termos aqui presente

http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=1965
avatar
Pessoa
Admin

Feminino Número de Mensagens : 23
Data de inscrição : 11/12/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Biografia - Machado de Assis

Mensagem  guilherme carvalhal em Sab Fev 09, 2008 9:14 am

O livr Esaú e Jacóé uma exemplo bastante interessante do realismo brasileiro. Machado de Assis foi um profundo observador da sociedade, apesar de ser um tanto quanto elitista.
avatar
guilherme carvalhal

Masculino Número de Mensagens : 10
Idade : 32
Data de inscrição : 18/01/2008

Ver perfil do usuário http://www.cadeapedrapreta.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Biografia - Machado de Assis

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum